"Nós colhemos o que plantamos, se queremos um mundo melhor, precisamos ser pessoas melhores"

13 outubro 2010

Bailarina ou Jogadora de futebol

Gente,
Eu não sou muito fã de Rosa.

Todo mundo que me conhece diz que seria ótima mãe de menino, porque eu sento no chão, brinco de carrinhos, adoro futebol, sei os nomes dos jogadores e sei até o que é um escanteio.....kkk

Mas vou ser mãe de uma menina.
Nunca fui de brincar de bonecas, ou fazer coisas ditas de meninas.

Tenho uma amiga que diz que ODEIA o kit doméstica para crianças (pia, fogão, geladeira), acho engraçado, pois eu também odiava isso quando era criança.

Sempre preferi bola, skate, carrinho de roleman, assistir futebol (não interessa o time que joga), do que bonecas, o que me rendeu boas histórias e muitas cicatrizes.

Quando cresci minha mãe queria me colocar no balé,mas odiava aquela roupa rosa, optei por fazer algo mais legal com a minha cara, natação e depois capoeira.

Sempre fui muito flexível, assim em todos os lugares as pessoas diziam nossa ela faz balé, eu sempre ri, mal sabiam eles que na verdade eu era flexível para alcançar a bola no canto da trave, e como sou uma nanica isso era sempre bem dificil, era necessário muito alongamento.

Tenho dois sobrinhos, e o Matheus quando era menor adorava brincar comigo de carrinho, a gente até brigava.

A Carol, minha afilhada também é meio moleque, ela tem um monte de bonecas mas esse fim de semana fui surpreendida com uma revelação,ela quer colecionar aviões, e soldadinhos.

Quando eu fiz 18 anos achava injusto não poder entrar para o exército, achava o máximo, e ainda acho.

Em casa nunca ouve essa separação de coisas de meninos e coisas de meninas, eu e o Júnior, sempre fizemos o que nos fazia bem, e isso para mim foi ótimo. Adorei a forma como fui criada sem estigmas de isso é permitido e isso é proibido, para meninas.

Espero fazer o mesmo com a minha filha, pois não importa se ela vai querer ser bailarina ou jogadora de futebol, o importante é ela ser feliz, com as escolhas que fizer.
Odeio quando alguém fala para mim: " Futebol é coisa de homem", ou "Balé é coisa de menina".

O mais estranho é que escuto isso principalmente de pessoas que sofrem preconceitos por terem escolhido algo diferente do que a sociedade impõe que seja o correto para o seu gênero sexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

enlouqueço ainda mais com comentários.....