"Nós colhemos o que plantamos, se queremos um mundo melhor, precisamos ser pessoas melhores"

04 outubro 2010

Religião, Política e Time de Futebol não se discutem..... ah discutem sim

Podem falar o que quiserem, mas acho que religião, política e futebol são coisas muito sérias.

Religião: Quero que minha filha escolha a própria religião, porém acreditando em Deus. Não quero ter um a filha que não acredite em nada.


Politica: Não quero minha filha votando no PT por exemplo, nem tampouco no Tiririca....é uma vergonha, não quero a minha filha votando em pessoas que não sabem nem o que é sufrágio universal. É uma vergonha ter tantas pessoas dispostas a fazer alguma coisa pelo país e os brasileiros paulistas votarem em um cara em que o slogan da campanha é " Tiririca, pior do que tá não fica".
Minha filha vai ser ensinada desde cedo a não rir de política, pois política é coisa séria, e não palhaçada.
Como queremos fazer um Brasil melhor se levamos tudo na brincadeira? Eu tenho vergonha. Eu não quero minha pequena votando no PT, e nem em palhaço.


Futebol: minha filha não vai poder torcer para o Corinthians, já pensou: Mamãe deu todo amor e carinho, trocou as fraldas, decorou o quarto, aguardou a chegada ansiosa, proporcionou estudos nos melhores colégios, viajou  ensinou coisas boas. Sem mais nem menos ela sai gritando: "aqui tem um bando de louco"? Eu infarto, já prometi isso para ela, eu não aguento nem pensar em ver minha filha linda, no meio de uma torcida gritando " vai lá Timão"..... nem morta.

Pensa a mãe São Paulina Roxa, que vai ao Estágio e fica na aréa vip do São Paulo, que tem carteira de sócia torcedora, que a família é toda São Paulina.

O pai: Descendente de italiano, Palmeirense ao extremo, que assite os jogos em casa junto com o Tio PC (São Paulino), que sabe respeitar o time dos outros, que tem um mega orgulho do Palestra Itália.

Filha: Curintiana? nem pensar.......

Nem nos meus piores sonhos isso pode se concretizar.
Minha filha ainda vai poder escolher, se quer ser São Paulina ou Palmeirense. E tem que se dar por satisfeita.

Um comentário:

  1. Olá Vanessa, tudo bem? Podemos desejar TUDO de maravilhoso aos nossos filhos, porém, querer que eles sejam isso ou aquilo é praticamente impossível, uma vez que chegará um momento em que eles terão pensamentos, opiniões próprias. E que bom que é assim! Já pensou se criássemos filhos para serem o que queremos e não o que eles realmente querem ser? Abs. E Parabéns aos pais!!!!!

    ResponderExcluir

enlouqueço ainda mais com comentários.....