"Nós colhemos o que plantamos, se queremos um mundo melhor, precisamos ser pessoas melhores"

16 junho 2011

Liberdade e respeito para ser mãe do meu jeito: Blogagem coletiva



É muito mais difícil ser mãe hoje do que era há 30 anos atrás.
Há 30 anos os conselhos, dicas, forma correta (ou qualquer que seja o nome que se dá para meter o pitaco onde não é chamada) que as mães ouviam eram só das sogras, tias, irmãs, mães, hoje ouvimos "pitacos" de todo mundo inclusive do Google.
Eu mãe moderna, da era digital, achava na minha inocência que ser mãe era: amar uma pessoa, ficar grávida, parir (da forma que fosse), amamentar(com mamadeira, peito, ou com qualquer outra forma conhecida por mim ou não) e por fim ter um amor indescritível.
Estava completamente errada, ser mãe para alguns é seguir formulas, estudos e tudo mais de como ter uma gravidez tranquila e exercer a maternidade de forma fácil!  Eu decidi então escrever um Livro: Tenha a melhor gravidez do mundo e seja a melhor mãe em dois passos - passo 1 - tome muita água - passo 2 - siga seus instintos!
Até o google quer ser uma mãe melhor do que eu, até ele quer me dizer que tenho que amamentar minha pequena de 3 em 3 horas, que trazer ela para o escritório com 20 dias é loucura, que expor ela aos barulhos, eventos é superestimulação. Que o melhor parto é o normal, que a amamentação TEM que ser exclusiva até os 6 meses.
Bem eu tive minha filha por um parto cesárea (que aliás foi ótimo), a Sophia toma suco e come papinha e tem só 4 meses e meio, e nem por isso ela está mal, muito pelo contrário só fiz com ela evitasse de roubar os tomates das minhas refeições.
Eu leio os conselhos que quero, os site que acho que são interessantes e não gosto de "pitacos" na criação da minha filha.
Eu nos primeiros meses desenvolvi uma nova habilidade e acho que tem dado certo "ouvidos seletivos".
Eu ouvia coisas do tipo "não deixe uma mulher que menstrua sentar no mesmo local que você, pois se fizer seu leite seca", "criança tem que chorar, deixa chorar, do contrário vai ficar mimado", " não pode lavar o cabelo na quarentena", blá, blá, blá....
Tem sempre uma tia, vizinha, parente, amiga, ou incherida que resolver dizer que é melhor mãe que você e nessa era digital ainda tem um google.  

Esses dias no auge do meu desespero de mãe, sai com a Sophia e fui ao mercado, ela chorosa, chata, irritada, eu cansada com olheiras só o pó, com a Sophia no Sling, depois de algum tempo a pequena dormiu.  E na fila do caixa uma senhora muito sem educação me pergunta: - Você não tem dó dessa criança? - Porque? - Você está forçando a coluna dela! - Não estou! - Moça tira ela dai! - eu sem paciência - Não! - Moça eu sou comissária de menor e isso é um absurdo! - Eu não vou discutir com a senhora, mas a senhora tem filhos? - sim tenho, todos criados - E tem gato, cachorro? - Sim tenho - Eu na minha falta de educação completa: - Então cuida deles que da minha filha cuido eu!!!!!!!!!!!!!
Eu busco cuidar da Sophia do meu jeito sempre, e com meus super ouvidos seletivos descobri que  não dar importância para o que os outros falam é sempre a melhor coisa a se fazer, pois quando ouvi deixei minha filha estressada.
Ela é superestimulada todos os dias e não reclama, muito pelo contrário é super ativa e observadora.
Eu Sou a melhor mãe que minha filha poderia ter então por favor não me encham.
GOOGLE, eu te amo, mas da minha filha cuido eu e do meu jeito!




Esse post faz parte da Blogagem Coletiva proposta pelas mamães do blog De Mães para Mães. Quer participar? Clica aqui pra saber como.

12 comentários:

  1. Tem umas pessoas que não dá para aguentar,acham que tem que dar pitacos em tudo!Aff mãe tem que ter ouvido seletivo senão enlouquece!Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa,
    adorei o seu livro, rsrsrs, é bem isso mesmo. Seguir nossos instintos. A Natureza é sábia, nasce o filho, nasce o instinto materno junto, sempre sabemos o que fazer na hora certa, sem intromissões, sem pitacos. Conselhos só são bem-vindos quando solicitados, e olha lá.

    Adorei conhecer seu blog.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. kkk Van, adorei sua resposta no supermercado - vc é corajosa!
    Concordo contigo sobre seguirmos nossos instintos!
    super bjo para vc e a filhona charmosa

    ResponderExcluir
  4. Amei a resposta pra dona implicante kkkk
    isso aí, apoiadíssima, que nos deixem cuidar das nossas filhas em paz e q cuidem de suas próprias vidas!
    bjux

    ResponderExcluir
  5. Adorei Van!! O Google é mesmo bem intrometido as vezes rs rs. Eu não acredito que ainda tem gente nos dias de hoje que são contra o sling...que absurdo!!!!

    Viva a liberdade!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Aff essa da menstruação é demais né...Na minha quarentena todo mundo que chegava perto minha sogra falava pra me avisar que estava menstruada...E eu lá queria saber quem estava?!Rs
    Olha ter ouvido seletivo é o melhor negocio!
    Bjus Van

    ResponderExcluir
  7. A realidade é que os pitacos realmente estressam... ninguém no fundo quer que se metam na vida deles, e com certeza você deu a melhor resposta pra incherida,... kkk

    Beijos

    Karin
    www.mamaeecia.com.br

    ResponderExcluir
  8. ADOREI!!
    É um tal de meter o bedelho na vida do outros que vou te dizer, ja perdi minha paciência, antes eu ficava me explicando para os outros, agora respondo e se vier de conversinha eu faço logo uma cara bem feia, para me poupar de certos ''ladrões de alegria''.
    Bjusss

    ResponderExcluir
  9. VAN AMEI ESSE DESABAFO, REALMENTE A GENTE SÓ APRENDE A SER MÃE SENDO NÃO TEM LIVROS E COMENTARIOS DE GENTE XERETA QUE SEJA MELHOR MÃE QUE NÓS MESMAS QUE PROCURAMOS FAZER O MELHOR PARA NOSSAS PEQUENAS, ATÉ PARECE Q ESSA XERETA NUNCA TEVE UM DIA DE ESTRESSE

    ResponderExcluir
  10. Ai menina! Que post bacana!
    Quando meu Matheus era bb eu li a frase: Você é a melhor mãe que seu filho poderia ter!
    Pronto. Isso foi o bálsamo que eu precisava.
    Existem pessoas que de tão extremistas ultrapassam o direito de decisão do próximo.
    Estou com você: cada um no seu quadrado.
    beijos,
    Carol do Matheus (3 anos) e Guilherme (10 meses).

    ResponderExcluir
  11. Morri de rir: Até o google quer ser uma mãe melhor do que eu...kkkkkkkk verdade Van!

    ResponderExcluir

enlouqueço ainda mais com comentários.....